ENVELHECIMENTO BEM SUCEDIDO

envelhecimento-bem-sucedido

Refletindo sobre saúde e envelhecimento, vejo que um grande desafio para a espécie humana é desfrutar de sua expectativa de vida máxima com boa carga de saúde física e mental. Se perguntássemos a você, se gostaria de chegar aos 125 anos, certamente teríamos grande parte dizendo que não, pois sempre encontramos na perspectiva do tempo uma velhice com muitas doenças crônicas.

Estudos sobre populações longevas, conhecida como centenárias apontam que para traçarmos um melhor caminho e ter um envelhecimento bem sucedido algumas práticas e mudanças de estilo de vida devem ser colocadas mesmo antes de puxarmos o gatilho do adoecimento.

Cultivar a saúde é algo que parece difícil quando desfrutamos de juventude com liberdade e autonomia. Na infância e principalmente na adolescência somos temperados com uma boa dose de irreverência, experimentando a vida com anarquia e exageros que vão refletir no saldo de saúde para nosso envelhecimento.

Neste modelo o investimento em saúde e qualidade de vida precisa sem colocado como um convite a novos desafios e motivados por algo além de regras e restrições, pois a forma de vivenciar os pilares da medicina do estilo de vida pode ser um convite para uma viagem de prazer em seu horizonte clínico.

Hoje a nova visão sobre consumo consciente nos traz um olhar crítico para o exagero e sabemos que o principal vetor de saúde e qualidade uma vida é a restrição calórica, propondo um consumo sem exageros e com simplicidade. Alto valor biológico e restrição calórica são fundamentais para que as equações bioquímicas que modulam a saúde ao longo do envelhecimento sejam colocadas em prática.

A restrição calórica reduz os principais modelos de adoecimento:

– Stress oxidativo
– Inflamação
– Glicação
– Carga tóxica
– Vias metabólicas promotoras de tumor.

O peixe morre pela boca

A culinária virou arte e o simples fato de uma pessoa se alimentar hoje é um evento social, um motivo para reunir os amigos e para comer muito mais do que precisamos.

Sabemos que a civilização moderna e principalmente no mundo ocidental, uma das causas de maior risco de doenças crônicas degenerativas é o exagero alimentar.

O excesso de calorias e suas altas cargas glicêmicas, somado a uma oferta de alimentos refinados e gorduras saturadas são um gatilho para doenças cardiovasculares, câncer e diabetes. Não podemos nos esquecer de que uma dieta inadequada pode precipitar um modelo de neuroenvelhecimento e se a tudo isso somarmos o sedentarismo nossa perspectiva de adoecimento será certamente maior.

Em nosso dia a dia, não levantamos para mudar o canal da televisão, subimos escadas rolantes para não perder tempo, sentamos por horas em frente ao computador, e vamos para academia para equacionar as proporções entre gatilhos de saúde ou doença.

As pesquisas demonstram que a redução do aporte calórico colabora com uma séria de fatores:

– Menor risco de doenças decorrentes da idade
– Menor peso corporal e redução percentual de gordura
– Maior sensibilidade à insulina
– Redução da glicemia e da insulinemia de jejum
– Manutenção de baixos níveis de colesterol e triglicérides
– Aumento do bom colesterol, HDL
– Menor queda dos hormônios que constroem músculo e ossos
– Redução dos biomarcadores de inflamação: proteína  C reativa, IL6, fibrinogênio entre outros benefícios.

Restringir não é desnutrir

Atenção: uma dieta de baixas calorias não significa um baixo aporte de nutrientes essenciais.

Para apoio a saúde e qualidade de vida uma dieta deve ter:

  • Baixo índice glicêmico
  • Reduzida em gordura trans
  • Enriquecida com gordura polinsaturada
  • Presença de brotos, de preferência orgânicos
  • Com o mínimo de gordura aquecida (frituras)
  • Presença de frutas, verduras cruas e sementes
  • Cereais integrais.

Uma dica sobre alimentos saudáveis que você poderá utilizar em seu dia a dia para enriquecer sua saúde:

Alimentos

Características

Nozes, castanha do Brasil, amêndoas, semente de abóbora e de girassol.

Ricos em Zinco e Selênio – minerais que participam da formação de uma enzima importantíssima no organismo que atua como um antioxidante primário, a SOD (superóxido dismutase). Protegem ainda contra intoxicações por metais como mercúrio, chumbo, bismuto, níquel e cádmio que provocam problemas cerebrais. O Selênio, contido nestes alimentos, tem papel protetor sobre a parede vascular.
Ovo É fonte de colina, uma substância que participa da renovação de células nervosas do adulto.Participa da formação de acetilcolina, um neurotransmissor relacionado às funções de aprendizado e memória, com um papel importante na gravidez e no desenvolvimento do cérebro do feto.
Azeite de oliva extra virgem. Ricos em vitamina E, com poderosa ação antioxidante, tem papel protetor dos neurônios, que exerce fixando-se nas membranas das células, ricas em fosfolipídeos. Protege a membrana da ação oxidativa dos radicais livres. Como é solúvel em gorduras (lipossolúvel), a vitamina E impede as lesões do cérebro.
Peixes de água fria como salmão, sardinha, anchova, atum, arenque e cavala.Semente de linhaça Ricos em Ômega 3, com ação anti-inflamatória poderosa, que atua nas membranas celulares dos neurônios, protegendo o cérebro e o sistema nervoso central dos radicais livres. Fonte de DHA, um potencializador das funções cerebrais.
Grãos integrais, gérmen de trigo, salmão, brócolis e espinafre cozido. A vitamina B2 (riboflavina) é importantíssima para a memória, o humor e a aquisição de conhecimentos.
Ovos, atum, abacate, arroz integral, lentilha, salmão. A vitamina B3 (niacina) participa da manutenção de substâncias químicas nervosas e hormônios que regulam a memória e o pensamento.
Banana, batata, peru, cereais. A vitamina B6 (piridoxina) é estimulante da formação de neurotransmissores.
Ácido fólico: Vegetais verdes escuros como couve, brócolis, acelga, rúcula, aspargos fresco; grão de bico.Vitamina B12: Levedo de cerveja, carne vermelha, ovos, leite, fígado e peixes. Atuando sinergicamente, as vitaminas B12 e o ácido fólico vêm sendo muito utilizados no tratamento dos processos neurodegenerativos, pois ambos participam da síntese do DNA mitocondrial. Eles também participam da formação da bainha de mielina, que circunda os neurônios e acelera a condução dos sinais nervosos.
Abacate Fonte de glutationa, um dos mais potentes antioxidantes disponíveis. Impede o envelhecimento cerebral pela ação de defesa contra radiais livres. Além disso, contêm gorduras monoinsaturadas, que contribuem para o fluxo sanguíneo saudável.
Soja Fitosteróis – estimulante poderoso do sistema de defesa do organismo, reduzindo proliferação de células tumorais, infecções e inflamações.
Frutas cítricas como laranja, limão, grapefruit Ricas em Vitamina C- poderoso antioxidante, e bioflavonóides – são polifenóis com forte ação antioxidante. Além das sementes, são encontradas também no limão, frutas cítricas, uva e nas folhas verde escuro.
Frutas vermelhas, como amoras e framboesa, e as azul-escuras, como o mirtilo, amora preta e açaí Ricos em bioflavonóides, polifenóis com forte ação antioxidante. Cuidam da saúde do cérebro, impedindo a degeneração dos neurônios e ainda facilitam a oxigenação, melhorando a memória e concentração.
Chá verde ou branco O chá verde quando recém-fabricado, reforça a memória combate à fadiga mental e contémcatechines, que ajudam a relaxar mentalmente, sem perder a concentração. Polifenóis são potentes antioxidantes encontrados no chá verde que podem impulsionar a disponibilidade da dopamina. Importante substância sinalizadora do cérebro, a dopamina é fundamental na manutenção do estado motivacional  ajudando o cérebro e o corpo a manter um fornecimento constante combustível primário: a glicose. Pesquisas apontam para a ação destes poderosospolifenóis na prevenção de câncer e ataques cardíacos.
Chocolate amargo rico em cacau

Rico em compostos fenólicos, antioxidantes naturais que facilitam a oferta do sangue para o cérebro e auxiliam positivamente as competências cognitivas.

Longevidade com saúde e maturidade

Envelhecer bem é melhor do que não envelhecer. Buscamos o bem estar, a performance, a vitalidade e a preservação da saúde que inclui a agilidade, a sociabilidade e o prazer de estarmos vivos entre aqueles que amamos.

Envelhecer pode não parecer uma boa opção, porém como ainda não aprendermos a parar o tempo, é bom começarmos a nossa jornada de saúde.

Ter uma vida plena, ter agilidade, autonomia.

Alimente sua saúde com escolhas inteligentes, pratique estilo de vida como remédio… Afinal, não existe nenhuma lei que reserve a felicidade apenas para os jovens.

Entre em Contato